Boas Piadas: Assine o Feed.
As Melhores . + Vistas . Interessantes . Certeiras . Replay . Índices

A Passarela de Vidro a 1200 metros de altura no Grande Cânion (Grand Canyon)

Compartilhe. . .

Batizada de “Grand Canyon Skywalk”, essa construção impar é um mirante pendurado à beira de um penhasco que propicia uma visão deslumbrante de parte do Grand Canyon do Rio Colorado nos Estados Unidos.

Pode parecer coisa de insanos fazer uma construção tão elaborada só para ser um mirante, mas na realidade demonstra como os americanos são capazes de extrair dinheiro até de buracos na paisagem. Para quem não sabe, embora seja verdadeiramente uma beleza, considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo e classificado como patrimônio mundial da Unesco, o Grand Canyon ou Grande Cânion é uma enorme sequência de buracos, grutas profundas que formam um desfiladeiro de cerca de quatrocentos e cinqüenta quilômetros de extensão. Foi formado ao longo de milhões de anos à medida que águas do Rio Colorado percorriam a região aprofundando seu leito. Em alguns pontos tem largura que varia de seis a vinte e nove quilômetros e atinge profundidades que excedem os 1600 metros. Turisticamente é bastante importante, recebendo milhares de turistas anualmente, o que gera receitas consideráveis para as cidades e habitantes da região.

Foi exatamente um grupo específico de antigos habitantes regionais que teve a idéia de construir o mirante ou belvedere. Os índios da Nação Indígena Hualapai vislumbraram o projeto, que se situa nas terras de sua reserva, venderam a idéia para os investidores e hoje são os beneficiários da exploração da Skywalk.

Como não é possível ter uma noção clara da altura a que fica a Skywalk, fez-se um desenho comparativo do que representam seus a 1219 metros frente a algumas construções muito conhecidas como o Empire State Building (381 metros), a Sky Tower da Nova Zelândia (328 metros) e a Torre Eiffel (300,5 metros).
Desenho compara a altura da Skywalk do Grand Canyon com o o Empire State Building, a Sky Tower e a Torre Eiffel.

A foto abaixo mostra o inicio da construção, onde se percebe nitidamente o formato de U da estrutura metálica, que depois de pronta projeta-se 21 metros “no ar” desfiladeiro adentro.
Foto da construção, onde se vê a estrutura metálica em formato de U.

Uma vista aérea e frontal da edificação, próximo do término da construção. Foram usadas mais de quatrocentas toneladas de aço e a estrutura é capaz de suportar vendavais com velocidade de 160 km/h ou terremotos de 8 graus na escala de Richter.
Vista aérea e quase frontal da Skywalk

Uma foto feita por um helicóptero dentro do desfiladeiro, quase duzentos metros abaixo do nível da plataforma.
Foto feita por helicóptero 200 metros abaixo da plataforma.

Visão aérea pelo lado esquerdo, as rochas ao fundo permitem uma melhor noção do tamanho do “buraco”.
Visão aérea à esquerda da Skywalk

A vista aérea pelo lado direito evidencia as dimensões e a complexidade da paisagem do Grand Canyon, a ser apreciada do mirante.
Visão aérea à direita da Skywalk

A observação lateral e distante da plataforma mostra nitidamente o “estar sobre o abismo”.
Vista lateral mostra turistas sobre o abismo.

A área de passeio é toda revestida de vidro temperado produzido pelo Grupo Saint Gobain, o mesmo que é dono no Brasil da Santa Marina (lembra das travessas Marinex?!). Sobre a estrutura de aço, vêem-se as placas vítreas de 3 metros de largura e 10 centímetros de espessura. O parapeito tem um metro e meio de altura.
Detalhes do revestimento em vidro temperado do piso e parapeito.

Turistas observando a paisagem na passarela.

Foto tirada de sobre a Skywalk mostra turistas e o buraco no centro do U da passarela.

Fotografia feita por baixo da plataforma mostra a transparência do piso de vidro, apesar da espessura.
De baixo para cima vê-se a transparência do vidro.

Para andar sobre o abismo é necessário calçar sapatos de pano sobre os normais. A função deles é evitar que as placas de vidro sejam riscadas.
Sapatos especiais obrigatórios na Skywalk.

Visitante entusiasmada com a paisagem ameaça alçar vôo.
Visitante da passarela abre os braços com se fosse levantar vôo.

2 comentários:

claury disse...

este lugar é muito lindo parabens espero um dia poder conheser

Miriam Pimentel disse...

Nossas....quem me dera ir ai e conhecer..