Boas Piadas: Assine o Feed.
As Melhores . + Vistas . Interessantes . Certeiras . Replay . Índices

Bando de vagabundos faz baderna organizada

Compartilhe. . .

Sabe quem vai pagar o estrago feito pelos sem-terras na câmara dos deputados? Você! É isto mesmo. Aquilo lá é patrimônio público, o que significa que é de todos os cidadãos brasileiros e qualquer estrago que tenha que ser consertado vai ser pago com o dinheiro dos impostos que o governo nos cobra. Ou seja, vai sair do seu bolso. Se, pelo menos, os vagabundos tivessem dado uma boa surra nos deputados, eu não me incomodaria muito, mas nem isto foram capazes de fazer. Bando de idiotas.


Sem-terra ligados ao MLST invadem prédio da Câmara dos Deputados e provocam depredação; ao menos 41 pessoas ficaram feridas.



Fita de vídeo mostra que invasão dos sem-terra foi planejada


da Folha Online

A polícia de Brasília apreendeu nesta terça-feira uma fita de vídeo em que líderes do MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra) planejam a invasão da Câmara dos Deputados.

A fita --em formato mini-DV, com uma hora e 20 minutos de duração-- foi apreendida com os próprios manifestantes após a depredação da Casa. Eles registraram, entre outras cenas, a reunião em que foi planejada a ação.

Um dos líderes, identificado como Antonio José Arruti Baqueiro, orienta cerca de 60 pessoas reunidas no auditório da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), em Brasília.

"Nós somos uma turma organizada, que sabe o que quer, tem coragem e vai lá dar o recado", diz Baqueiro na gravação. "Vamos dizer para o Brasil que tipo de reforma agrária a gente quer. Vamos dizer o que esta corja do PFL e PSDB está fazendo com o Congresso quando deixou de votar o Orçamento e só foi aprovado em maio."

O líder diz que esta estratégia da oposição seria para desestabilizar o governo. "E o Lula continua aí, tranqüilo, com 63%... O Lula vai que nem cavalo de sete de setembro, cagando e andando e os outros olhando."

Na reunião, a invasão da Câmara é tratada como "a festa" e o Salão Verde como "salão de festas".

A fita mostra ainda que o primeiro ônibus com integrantes do movimento chegou a Brasília no sábado. Na segunda-feira, eles visitaram a Câmara, em grupos de cinco pessoas, disfarçados de turistas, para fazer o reconhecimento do local, imagens que também foram gravadas.

Invasão

Os 496 sem-terra presos ontem depois da invasão e depredação da Câmara passaram toda a noite depondo no Ginásio Nilson Nelson. Segundo a Polícia Militar, eles serão levados em grupos de 50 para o IML (Instituto Médico Legal) , onde passarão por um exame de corpo de delito. Em seguida, eles serão transferidos para o complexo da Papuda.

Eles serão autuados por dano ao patrimônio público, formação de quadrilha e corrupção de menores. Os 11 líderes do grupo, que também serão autuados por tentativa de homicídio, estão detidos no 2º DP. Outros 42 menores que participaram da ação serão transferidos para um albergue de Taguatinga.

Segundo a PM, os sem-terra ficarão na nova ala do complexo penitenciário da Papuda, que ainda não foi inaugurada.

Armados de paus, pedras e blocos de cimento, os sem-terra destruíram portas, paredes de vidro, equipamentos de informática, um busto de bronze do ex-governador Mário Covas, entre outras peças. Um veículo, que estava no saguão da Câmara e seria sorteado na festa junina dos funcionários da Casa, também foi destruído.

A Câmara contabilizou 41 --26 ferimentos e 15 curativos-- atendimentos médicos em seu ambulatório. Um dos feridos foi internado com traumatismo craniano.

Nenhum comentário: