Boas Piadas: Assine o Feed.
As Melhores . + Vistas . Interessantes . Certeiras . Replay . Índices

Obeso cruza EUA a pé para emagrecer e vira celebridade

Compartilhe. . .


Steve Vaught
Milhares de pessoas mandaram e-mails para Steve Vaught
O projeto era ambicioso, mas tudo o que americano Steve Vaught queria era perder peso.

Mais de 3,5 mil quilômetros depois, o ex-fuzileiro não só conseguiu seu objetivo, mas também assinou um contrato para escrever um livro, seu website recebe 700 mil visitas por mês e ele recentemente foi entrevistado como uma celebridade em um dos principais shows da TV americana, o da Oprah Winfrey.

A idéia de Vaught era caminhar de uma costa a outra dos Estados Unidos – uma viagem de cerca de 4,4 mil quilômetros – para vencer sua condição de obeso mórbido. Em cerca de um mês e meio ele espera estar no ponto final da aventura, no centro de Nova York.

Vaught tomou a decisão em um supermercado, quando descobriu que não tinha fôlego sequer para andar entre as prateleiras. A balança acusava 190 quilos.

Jornada

O projeto começou em abril do ano passado, no sul da Califórnia. Desde então, já se foram 52 quilos. Mas a jornada de Vaught deixou de ser apenas uma corrida – ou melhor, caminhada – contra a balança.

Steve passou a chamá-la de uma “autodescoberta”. E milhares de americanos estão acompanhando.

Ele já teve que mudar seu endereço eletrônico quatro vezes para lidar com o fluxo de e-mails.

Dezenas de jornais, além de emissoras de rádio e televisão, já noticiaram a empreitada. Nas cidades por que passa, quase sempre é reconhecido.

Segundo ele, a maioria das pessoas "desejaria poder fazer algo semelhante para superar seu próprio patamar pessoal, seja comer demais, fumar ou apenas encontrar o caminho para uma vida melhor".

"Mas quanto mais eu ando, a perda de peso se torna secundária e mais eu vejo o valor da jornada."

Boa forma

Steve, criado em Youngstown, no Estado americano de Ohio, já teve boa forma.

Mas ao sair do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, ele se envolveu em um acidente de carro em que duas pessoas morreram, ficou profundamente deprimido e passou a comer demais.

O blog de Steve está cheio de reflexões sobre emagrecimento e a busca por uma vida melhor em uma sociedade dependente de veículos onde, em muitas áreas, junk food se tornou quase a base da alimentação das pessoas.

Quando ele partiu de San Diego, em abril passado, passou por 21 restaurantes diferentes de fast food em uma única rua e encontrou muitos outros ao longo do caminho.

Com sua jornada, o andarilho virou uma espécie de símbolo da contracultura americana e se viu inundado de ofertas comerciais.

Fala-se que lhe ofereceram para fazer propaganda de um comprimido para emagrecer, por US$ 5 milhões, e participar de anúncios de vitaminas e adesivos para ajudar os fumantes a abandonarem o hábito.

Vaught, contudo, diz que não quer comprometer sua integridade ao endossar produtos que não usa.

"Eu não estou tentando me tornar um herói ou um símbolo de nada", disse ele. "Eu sou apenas um cara comum, tentando assumir o controle de minha vida."

A caminhada continua.

Nenhum comentário: